Navegação por categoria

História dos Pratos

História dos Pratos

Paad Thai ou Pad Thai

Nas ruas de Bangkok, o Pad Thai está por todos os lados e entre estrangeiros é o único prato amplamente conhecido. As variações são incontáveis: pode vir com uma folha de banana ao lado, com um ovo cobrindo todo o prato, pode ser mais doce ou mais ácido, mais picante ou suave. Há versões vegetarianas, com camarões frescos ou secos ou acompanhadas de brotos de feijão. Mas, em geral, é a proporção de molhos de tamarindo e peixe que dão um sabor especial para cada receita, guardada, muitas vezes, como um segredo.

Em uma cultura em que o arroz é o carro-chefe, é no mínimo curioso que um prato cuja base seja macarrão frito tenha alcançado o posto de comida nacional. Isso porque tanto a matéria prima (os noodles) quanto a técnica (stir fry) só chegaram à Tailândia há 250 anos, junto com os imigrantes chineses.

E não apenas isso, mesmo entre os principais ingredientes que incrementam o prato – o tofu e o camarão seco, por exemplo -, nenhum é original dali. Pode parecer irônico, mas o maior ícone da rica gastronomia tailandesa é, na verdade, bastante chinês. E até mesmo seu nome completo é uma evidência disso: kway teow pad Thai quer dizer “noodles fritos em estilo tailandês” e kway teow é uma expressão chinesa para macarrão de arroz.

Mas, sejamos justos. Se os imigrantes levaram os ingredientes, os tailandeses tomaram a frente na hora do preparo. São os temperos e molhos usados por eles – esses sim muito presentes na culinária local – que conferem ao Pad Thai o contraste de sabores e texturas presentes em qualquer prato típico da Tailândia. E é justamente a fusão das duas culturas que torna o Pad Thai tão único.

A popularidade do Pad Thai, no entanto, não se espalhou pelo país apenas por uma questão de paladar. Assim como muitos outros pratos da comida tailandesa, ele foi imposto de cima para baixo. No passado, era tradição que qualquer novo ingrediente ou prato que chegasse à Tailândia precisasse ser aprovado pelo rei antes de se disseminar para a população. E, caso ele gostasse, ele mesmo se tratava de distribuir a novidade entre o povo. 

Algo parecido ocorreu com o Pad Thai. O prato é considerado a primeira receita a ser padronizada na cozinha tailandesa. Isso porque, em 1938, após mudar o nome do reino de Sião para Tailândia, o Primeiro Ministro Plaek Phibunsongkhram (Phibun, para os íntimos) resolveu redesenhar a cultura do país por decreto. Seis anos antes, ele havia sido um dos principais responsáveis pela revolução que tirou os poderes absolutistas das mãos da monarquia e a Tailândia agora tinha uma constituição na qual se apoiar.

Na liderança de um povo com extrema diversidade étnica e fortes identidades regionais, Phibun, inspirado por governos fascistas da Europa, resolveu que era preciso unificar o reino e criar uma uma identidade nacional forte e moderna, longe do provincianismo das tribos. Para isso, ele empreendeu uma busca por algo que pudesse ser considerado um prato nacional.

Naquela época, a cultura do arroz reinava absoluta, mas é bem provável que diferentes versões de noodles frito já fossem preparadas aqui e ali desde que os chineses chegaram com os ingredientes, ainda que de formas muito diferentes da que conhecemos hoje. Não se sabe ao certo como o ministro chegou ao Pad Thai. Algumas fontes citam um concurso de receitas. Em 2009, no entanto, o filho de Phibun afirmou que o prato já era preparado em sua família muito antes da sua popularização, embora ele não saiba quem inventou a receita.

O fato é que o prato foi o eleito e a difusão do Pad Thai se tornou política de Estado. Para isso, o governo distribuiu uma receita padrão, com uma forte propaganda nacionalista por trás, e encorajou comerciantes a prepararem e venderem o prato nos típicos carrinhos de rua que ainda enxameiam Bangkok. Com o slogan “noodles é o seu almoço” e ambulantes a cada esquina, o Pad Thai acabou se tornando uma comida de conveniência, o primeiro fast food do país.

Quer experimentar essa e muitas outras delicias típicas da Tailândia ? é muito fácil, visite nosso restaurante e se apaixone também por todas os sabores da Tailândia! O Khea Thai funciona de terça à domingo à partir das 18h!

 

 

Fonte: https://www.360meridianos.com/2017/07/pad-thai-culinaria-tailandesa.html

Fotos: http://www.shuttestock.com/

História dos Pratos

Khao Op Saparod

A exótica cozinha tailandesa combina dois mundos que nem sempre andam juntos: além de sofisticada na mistura de sabores e aromas, também é exemplo de comida saudável, que abusa de verduras, frutas, legumes e temperos frescos. Resultado de uma fusão centenária de influências ocidentais e orientais, ainda tem o charme da apresentação primorosa.

Tipicamente, os pratos tailandeses combinam sabores picantes, doces, salgados e ácidos, embora levem pouco sal, açúcar e óleo. As porções são pequenas e leves, já que o hábito local é consumir até dez delas por dia. Traços das culinárias chinesa e indiana se fazem presentes em pratos à base de arroz e curry, respectivamente; mas influências de outras culturas também deixaram marcas importantes, como a pimenta-malagueta, introduzida na região por comerciantes portugueses no século 16.

O fundamento básico da culinária tai é o arroz, que pode ser preparado frito, no vapor ou cozido. Os noodles, macarrões de arroz, são o fast-food tailandês, compondo sopas ou fritos. Os legumes mais comuns, abóbora, pimentão, brócolis e vagem, costumam ser salteados na wok para ganhar textura crocante.

Diferenças regionais marcam a culinária tailandesa: as preparações com leite de coco são típicas do Norte do país, enquanto no Nordeste predominam as carnes picantes e, no Sul, os curries de origem indiana. Mas basta estar em Bangkok para conhecer os sabores do país inteiro. Além de abrigar os melhores restaurantes – e escolas de culinária que recebem chefs do mundo todo –, a cidade recende ao aroma dos pratos típicos, feitos na hora em barraquinhas de rua e nos grandes mercados.

KHAO OP SAPAROD

O arroz tailandês frito, conhecido como Khao Pad ou Khao Phad, vindo do khao ( arroz ) + pad (de ou relativo ao stir-fried ), tem como principal diferença em relação ao chinês o ingrediente arroz de jasmim tailandês em vez do arroz longo típico.

Geralmente, contém carne (frango, porco, vitela e camarão), ovos, cebolas verdes, tomates, coentro e alho frito misturado entre ele. Uma grande variedade de condimentos e curativos geralmente são derramados sobre o arroz, incluindo molho de soja , açúcar, sal e, possivelmente, algum molho picante, bem como o onipresente nam pla (molho de peixe). Uma variante deste prato tailandês de arroz frito é chamada de Khao Pad Sap Ba Rot ou Khao Pad Saparod, arroz frito com abacaxi – é um prato que sempre chama a atenção pela apresentação. Servido na própria fruta, oferece uma combinação perfeita do doce do abacaxi, a refrescância do tomate e da cebolinha e o sabor do camarão com a bela cor da cúrcuma.

Dá muita vontade, né?! As unidades do Khea Thai proporcionam uma real experiência desse prato. Com produtos de qualidade e importados diretamente da Tailândia, o Khea Thai te leva a uma viagem repleta da genuinidade de sabores que poucos chefs conseguem proporcionar. Você ainda pode escolher sua proteína e deixar exatamente do jeito que preferir!

Já experimentou ? Nos conte nos comentários a sua experiência provando essa delícia!